O uso de telemedicina comercial direta ao consumidor por crianças

Na telemedicina comercial direta ao consumidor (DAC) os médicos, fora dos ambientes de consultórios ou de clínicas médicas, tratam de queixas comuns ou agudas por meio de conferências audiovisuais em tempo real via smartphones e computadores pessoais. A literatura existente ainda não apresenta investigações suficientes acerca da utilização da telemedicina DAC em crianças.

O objetivo deste estudo, publicado no Academic Pediatrics, foi avaliar as tendências na utilização, assim como e as características, das consultas médicas por telemedicina DAC.

Na pesquisa, foram analisadas as informações clínicas de um grande plano nacional de seguro saúde sobre as consultas para condições agudas pediátricas por telemedicina DAC e por profissionais de cuidados primários (PCPs) entre 2011 e 2016. Foram analisadas as tendências de consultas por telemedicina DAC. Também foram comparados os diagnósticos emitidos por telemedicina DAC com aqueles realizados durante visita aos PCP e com as características do paciente.

Os resultados mostraram um aumento nas consultas por telemedicina pediátrica DAC de 38 para 24.409 visitas anuais entre 2011 e 2016. Em 2015 e 2016, os diagnósticos primários mais comuns para consultas de telemedicina DAC (n = 42.072) foram infecções do do trato respiratórios superior (24%), boca/garganta (16%) e ouvidos (9%), que também foram os diagnósticos mais comuns para visitas agudas aos PCP (n = 6.917.976). As probabilidades para o uso de telemedicina DAC foram maiores para crianças em comunidades não metropolitanas (odds ratio [OR], 1,45; intervalo de confiança [IC] 95%, 1,40-1,51) e crianças sem consultas preventivas (OR, 1,08; IC 95%, 1,06 -1,11). Em comparação com as crianças que receberam cuidados agudos via PCP, aquelas com visitas por telemedicina DAC também tiveram maior probabilidade de ter recebido cuidados urgentes (17% vs 10%; P < 0,001) e visitas ao departamento de emergência (21% vs 19%; P <0,001) durante o período do estudo.
Os pesquisadores concluíram que o uso de consultas por telemedicina comercial DAC para crianças está crescendo rapidamente, principalmente para infecções respiratórias agudas. Os autores destacam que, em comparação com crianças que não utilizaram telemedicina DAC para cuidados agudos, aquelas que utilizaram a ferramenta também tiveram uma maior probabilidade de utilizar outros locais para os cuidados agudos fora do consultório ou clínica médica.


Acesso em 27 Jun 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30639759

O uso de consultas por telemedicina comercial DAC para crianças está crescendo rapidamente, principalmente para infecções respiratórias agudas.

REFERÊNCIAS

  1. Ray KN, Shi Z, Poon SJ, Uscher-Pines L, Mehrotra A.

    Use of Commercial Direct-to-Consumer Telemedicine by Children.

    Acad Pediatr. 2019 Jan 10.