As diretrizes atuais recomendam a realização de exercícios físicos como terapia básica para alívio dos sintomas e melhora da função de pacientes com osteoartrite (OA). Entretanto, ainda não foi esclarecido qual tipo de exercício é mais eficaz para alcançar esses objetivos terapêuticos.

Com base nesses fatores, pesquisadores realizaram uma revisão sistemática e metanálise para investigar a eficácia relativa de diferentes tipos de exercícios físicos para a melhora da dor, função, desempenho e qualidade de vida em pacientes com OA de joelho e quadril.

A revisão, publicada no periódico científico Sports Medicine, pesquisou em nove bases de dados eletrônicas, até dezembro de 2017, por ensaios clínicos randomizados que compararam a realização de exercícios com o tratamento habitual ou com outros tipos de exercícios.

Os pesquisadores identificaram e analisaram 103 ensaios clínicos, totalizando 9.134 participantes. Os resultados da análise mostraram que os exercícios aeróbicos, como corrida e natação, foram os mais benéficos para a melhora da dor e do desempenho. Os exercícios para o corpo e mente, como yoga e tai-chi, apresentaram benefícios em relação à dor equivalentes aos dos exercícios aeróbicos, e foram melhores em relação à função. Os exercícios de fortalecimento, como musculação e de flexibilidade, melhoraram múltiplos resultados em um nível moderado. A realização de exercícios mistos, quando os participantes realizavam mais de um tipo de exercício, foram os menos eficazes para todos os resultados e apresentaram significativamente menos alívio da dor do que exercícios aeróbicos e de corpo e mente.
Os autores da revisão concluíram que, o efeito da realização de exercícios para o tratamento de pacientes com OA varia de acordo com o tipo de exercício e o resultado desejado. Os exercícios aeróbicos e os de corpo e mente podem ser a melhor opção para melhorar a dor e a função. Os exercícios de fortalecimento e de flexibilidade podem ser utilizados quando se busca alcançar múltiplos resultados. Por fim, os pesquisadores encontraram a menor eficácia com a realização de exercício misto, e consideram necessária uma investigação mais aprofundada para encontrar as razões para isso.
 
Acesso em 18 Jul 2019. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s40279-019-01082-0

O efeito da realização de exercícios para o tratamento de pacientes com OA varia de acordo com o tipo de exercício e o resultado desejado. Os exercícios aeróbicos e os de corpo e mente podem ser a melhor opção para melhorar a dor e a função. Os exercícios de fortalecimento e de flexibilidade podem ser utilizados quando se busca alcançar múltiplos resultados.

REFERÊNCIAS

  1. Goh SL, Persson MSM, Stocks J, Hou Y, Welton NJ, Lin J, et al.

    Relative Efficacy of Different Exercises for Pain, Function, Performance and Quality of Life in Knee and Hip Osteoarthritis: Systematic Review and Network Meta-Analysis.

    Sports Med. 2019 May;49(5):743-761.