Pesquisadores realizaram um estudo piloto para identificar se um breve vídeo de 60 segundos de atenção plena é viável, útil e aceito por pacientes de cirúrgica ortopédica.

As intervenções baseadas na atenção plena (mindfulness) - um programa que ensina os indivíduos a concentrarem sua atenção no momento presente - ajudam a aliviar o estresse e melhorar o controle da dor, resultando em uma diminuição do estresse emocional e da intensidade da dor. Esses programas ajudam as pessoas a se conscientizarem e se sentirem confortáveis com pensamentos, sentimentos e sensações corporais, e a se envolverem em comportamentos intencionais, e não automáticos.

As intervenções baseadas na atenção plena podem representar uma terapia alternativa para pacientes de procedimentos cirúrgicos ortopédicos, como adjuvantes ou alternativas a medicamentos e procedimentos. No entanto, essas intervenções geralmente são demoradas e requerem um compromisso semanal com 90 a 120 minutos de duração. Formas simplificadas e breves dessas intervenções demonstraram melhorar os resultados de cirurgias, diminuindo a necessidade de anestesia durante procedimentos, medicamentos e a ansiedade e fadiga autorreferidas. Porém, essas intervenções breves não foram testadas em pacientes de cirúrgicas ortopédicas.

Nesse sentido, pesquisadores realizaram um estudo piloto para identificar se um breve vídeo de 60 segundos de atenção plena é viável, útil e aceito por pacientes de cirúrgica ortopédica. Também foi analisado se a intervenção estaria associada à redução da ansiedade, intensidade da dor, angústia, depressão e raiva nesses pacientes.

Para o estudo, que foi publicado no periódico científico The Archives of Bone and Joint Surgery, foram recrutados vinte participantes. Estes responderam à Escala de Estimativa Numérica para avaliar a intensidade da dor, a subescala Estado de Ansiedade da Escala de Auto-Avaliação da Ansiedade para avaliar a ansiedade, e utilizaram emocionômetros para avaliar a angústia, ansiedade, raiva e depressão imediatamente antes e após assistir ao vídeo de mindfulness. No final da intervenção, os pacientes também responderam a três perguntas para avaliar sua satisfação com o vídeo. O vídeo pode ser acessado em www.pixelthoughts.co.

Os resultados mostraram que a viabilidade do vídeo de atenção plena foi alta (100%), assim como as avaliações com relação à utilidade, satisfação e usabilidade. Os participantes mostraram melhorias na ansiedade, intensidade da dor, angústia, depressão e raiva depois de assistir ao vídeo. Essas mudanças observadas foram estatisticamente e clinicamente significativas.

Intervenções breves de atenção plena podem ser implementadas com sucesso em clínicas cirúrgicas ortopédicas, e que os pacientes parecem receptivos e interessados ​​nesse tipo de intervenções.

Os autores do estudo concluíram que intervenções breves de atenção plena podem ser implementadas com sucesso em clínicas cirúrgicas ortopédicas, e que os pacientes parecem receptivos e interessados nesse tipo de intervenções. Na opinião dos autores, essas técnicas podem ajudar a melhorar os sintomas psicológicos e de dor com uma abordagem econômica, eficiente e proativa para gerenciar esses sintomas.

Acesso em 30 Set 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5736889/pdf/ABJS-5-400.pdf

REFERÊNCIAS

  1. Chad-Friedman E, Talaei-Khoei M, Ring D, Vranceanu AM.

    First Use of a Brief 60-second Mindfulness Exercise in an Orthopedic Surgical Practice; Results from a Pilot Study.

    Arch Bone Jt Surg. 2017 Nov;5(6):400-405.