O estudo, que foi publicado no periódico científico Ci Ji Yi Xue Za Zhi, incluiu prospectivamente indivíduos que foram submetidos a uma endoscopia digestiva alta durante um exame de saúde.

A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) é um distúrbio comum que pode afetar a qualidade de vida dos pacientes com complicações como esofagite, úlceras, sangramento, estenose, esôfago de Barrett e adenocarcinoma. Vários fatores de risco, como obesidade e hérnia de hiato, têm sido associados ao desenvolvimento de DRGE. No entanto, o papel das bebidas populares, como o café e o chá, no desenvolvimento da DRGE ainda é controverso.

Desta forma, pesquisadores investigaram o papel do chá e café no desenvolvimento da DRGE. O estudo, que foi publicado no periódico científico Ci Ji Yi Xue Za Zhi, incluiu prospectivamente indivíduos que foram submetidos a uma endoscopia digestiva alta durante um exame de saúde. Cada participante preencheu um questionário sobre doença do refluxo (QDR). Os participantes foram considerados como consumidores de café ou chá quando ingeriam as bebidas pelo menos 4 dias por semana por mais de 3 meses. O consumo pesado de café ou chá foi definido como a ingestão de pelo menos duas xícaras por dia.

Foram incluídos na análise um total de 1.837 participantes com dados sobre suas características clínicas e consumo  de café e chá com ou sem aditivos, como leite ou açúcar. Entre os participantes, 467 (25,4%) foram diagnosticados com DRGE sintomática, com base no escore do RDQ, e 427 (23,2%) apresentaram esofagite erosiva (EE) na endoscopia. O consumo de café ou chá não foi associado aos sintomas de refluxo ou EE nas análises univariadas e multivariadas. Por outro lado, o consumo de café com leite foi associado aos sintomas de refluxo e o consumo
concomitantes de chá e café foi associado à EE em análises univariadas, mas se tornaram insignificantes após análise multivariada.

A ingestão de chá ou café, com a adição de açúcar ou leite, não foi associado com os sintomas de refluxo ou esofagite erosiva.

Os autores do estudo concluíram que a ingestão de chá ou café, com a adição de açúcar ou leite, não foi associado com os sintomas de refluxo ou EE. Os resultados mostraram que os fatores associados aos sintomas de refluxo e EE estiveram relacionados a fatores metabólicos e hérnia de hiato. Em contraste, o sexo feminino e a infecção por Helicobacter pylori parecem ter um efeito protetor contra o desenvolvimento de EE. De acordo com o presente estudo, beber café ou chá e adicionar leite ou açúcar não foi associado a sintomas de refluxo ou EE.

Acesso em 30 Set 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6559035/pdf/TCMJ-31-169.pdf

REFERÊNCIAS

  1. Wei TY, Hsueh PH, Wen SH, Chen CL, Wang CC.

    The role of tea and coffee in the development of gastroesophageal reflux disease.

    Ci Ji Yi Xue Za Zhi. 2019 Jul-Sep;31(3):169-176.