A infecção por Helicobacter pylori (Hp) tem uma prevalência mundial de aproximadamente 50%, sendo maior em países de baixa renda. A infecção por Hp está associada à úlcera péptica, distúrbios atópicos, câncer gástrico e linfoma de tecido linfóide associado a mucosa. As indicações atuais para o diagnóstico de infecção por Hp incluem procedimentos invasivos e não invasivos, como teste respiratório da ureia (TRU), antígeno fecal e sorologia. A escolha do teste diagnóstico correto depende de vários aspectos, como a escolha do paciente, disponibilidade local e configurações das clínicas. O TRU é um teste preciso e altamente recomendado para a detecção da infecção por Hp. Esse teste oferece um importante papel diagnóstico, especialmente em indivíduos com menos de 50 anos que apresentem sintomas gastrointestinais superiores, mas sem complicações alarmantes, como perda de peso não intencional, anemia inexplicável por deficiência de ferro, vômitos persistentes, disfagia progressiva, odinofagia, massas palpáveis, linfadenopatia ou histórico familiar de câncer gastrointestinal superior.

O TRU, de acordo com o protocolo padrão, é realizado através da coleta de amostras de ar expirado, geralmente 30 minutos após a ingestão de uma solução contendo 13C-ureia. Entretanto, existe uma série de fatores que tornam esse tempo de espera inconveniente tanto para os pacientes quanto para os profissionais de saúde.

Neste contexto, pesquisadores compararam a precisão diagnóstica de um único tipo de TRU realizado com tempo de espera curto (15 minutos, T15) em relação ao tempo padrão (30 minutos, T30).

Para o estudo, que foi publicado no periódico científico Journal of Gastrointestinal and Liver Diseases, foram inscritos 151 indivíduos que precisaram realizar o TRU por apresentarem sintomas de infecção por Hp (N = 92) ou pós-terapia de erradicação (N = 59).

Os resultados mostraram que os TRUs realizados em 15 e 30 minutos foram altamente comparáveis, mostrando uma correlação ideal em todos os subconjuntos de pacientes.
Os autores do estudo concluíram que uma redução de 15 minutos (-50%) no tempo de realização do TRU consegue manter a precisão e comparabilidade em níveis ideais, além de trazer alguns benefícios em relação ao tempo de espera dos pacientes e para equipe de profissionais de saúde.


Acesso em 19 Set 2019. Disponível em: https://www.jgld.ro/jgld/index.php/jgld/article/view/175/115

REFERÊNCIAS

  1. Molina-Molina E, Bonfrate L, Lorusso M, Shanmugam H, Scaccianoce G, Rokkas T, et al.

    Faster Detection of Helicobacter pylori Infection by 13 C-Urea Breath Test. Comparing Short versus Standard Sampling Time.

    J Gastrointestin Liver Dis. 2019 Jun 1;28:151-161.