Número de casos novos e óbitos para CPNM e melanoma de acordo com o Globocan 20183

Apesar da baixa letalidade do câncer de pele não melanoma, sua alta incidência
pode explicar uma ocorrência de óbitos quase equivalente ao melanoma.¹

Panorama de CPNM no Brasil

Estimativa de novos casos de CPNM no Brasil para o biênio 2018/20194: 165.580 casos/ano
Número de mortes no Brasil por CPNM para o biênio 2018/20194: 1.958 mortes

Taxas brutas de incidência por 100 mil homens e 100 mil mulheres por câncer de pele não melanoma, estimadas para 2016, segundo Unidades da Federação¹

Aumento das taxas de incidência de CEC de pele²

Reino Unido

A incidência britânica de CEC de pele teve um aumento estimado de 30% na última decada.5

Austrália

A incidência de CEC de pele e de 499/100.000 em homens e 291/100.000 em mulheres.6

Brasil
Na região Sul do pais, as taxas de incidência padrão variaram de 40 casos/100.000 habitantes,
em 1980, para 120 casos/100.000 habitantes, em 2011.7

Estados Unidos8

Fatores de risco para CEC de pele incluem9

Exposição solar crônica
Idade avançada
Fenótipo (pele clara)
Cicatriz
Imunossupressão

Progressão da doença
Em mais de 95% dos pacientes, o CEC de pele e curado com cirurgia.9
Em uma pequena porcentagem de pacientes, o tumor atinge um estado incurável porque se torna
metastático ou tem progressão localmente avançada e não e passível de cirurgia ou radioterapia.9
Até 12% dos casos de CEC de pele evoluem com recorrência local. ²
2 a 4% desenvolvem metástase. ²

O CEC avançado de pele abrange duas situações:2,9

Doença metastática e doença localmente avançada

Fatores de risco para CEC cutâneo metastático10,11

Tamanho ≥ 10 mm nas regiões maxilares, fronte, couro cabeludo, pescoço
e pré-tibial; ≥ 20 mm no tronco e nas extremidades
Espessura ≥ 2 mm ou invasão de Clark nível IV ou V em derme
reticular profunda ou gordura subcutânea
Origem da lesão em “áreas de máscara” da face, cicatrizes, mãos, pês e genitália
Pouco diferenciado
Envolvimento perimetral, linfático ou vascular
Imunossupressão
Sintomas neurológicos
Crescimento no padrão desmoplástico ou infiltrativo
a. Excluindo pré-tibial, mãos, pés, unhas e tornozelos.
b. Face central, pálpebras, sobrancelhas, região periórbita, nariz, lábios, mandíbula, região pré-auricular e orelha.

Embora a taxa de metástase nodal ou à distância do CEC de pele seja de aproximadamente 2% a 4%2, a presença de qualquer fator de risco único aumenta o potencial metastático em até 37%11

Características tumorais do CEC de pele que aumentam o risco de recorrência e/ou metástase12

Adaptado de: Waldman A, et al. Hematol Oncol Clin North Am. 2019 Feb;33(1):1-12.

A presença de qualquer uma das seguintes características define o CEC de pele como avançado (estágios III e IV da classificação AJCC)*13


*AJCC: American Joint Committee on Cancer. Adaptado de Liu J, et al. J Surg Oncol. 2018 Mar;117(4):765-772.

Existe a necessidade de uma opção terapêutica para o tratamento de CEC avançado de pele com perspectiva de cura e controle duradouro14
De acordo com diretrizes europeias, as respostas do CEC de pele avançado à quimioterapia são de curta duração, seguidas por uma rápida recorrência, e não levam a efeito curativo.15
Existem poucos estudos controlados randomizados para guiar o tratamento de CEC avançado de pele. Os tratamentos existentes são baseados principalmente em relatos de casos e pequenas séries de casos.14
Diretrizes recomendam o trabalho em equipe multidisciplinar para o melhor tratamento do CEC avançado de pele.16

Ha uma forte razão biológica para o uso de inibidores de checkpoint imunológico no carcinoma espinocelular avançado de pele. Os resultados preliminares são encorajadores14
 

 

REFERÊNCIAS

  1. 1-12: Waldman A, et al.

    Hematol Oncol Clin North Am.

    2019 Feb;33(1)

  2. Liu J, et al

    AJCC: American Joint Committee on Cancer.

    J Surg Oncol. 2018 Mar;117(4):765-772.