Embora as taxas de cura atualmente sejam altas, o câncer de mama continua sendo um problema de saúde pública significativo com muitas mortes por ano. Por tanto, existe uma necessidade para encontrar estratégias de prevenção e reduzir a morbidade e mortalidade.

O consumo de álcool é responsável de 5% a 11% dos casos de câncer de mama, sendo que é um fator de risco para todas as faixas etárias. A conscientização sobre o álcool como fator de risco é baixa, e muitas mulheres podem desconhecer que seu nível de consumo de álcool pode estar aumentando esse risco.

Desta forma, pesquisadores avaliaram a aceitabilidade entre mulheres e equipes de saúde de uma intervenção breve sobre álcool (IBA) durante a realização de consultas e mamografias.

Para o estudo, que foi publicado no periódico científico BMJ, os pesquisadores recrutaram 205 mulheres e 33 funcionários de equipes de saúde.

O álcool foi identificado como fator de risco para o câncer de mama por apenas 19,5% das mulheres e por 48,5% dos funcionários da equipe de saúde. No geral, 66,5% das participantes consumiam álcool e 56,6% não conseguiram estimar corretamente o teor alcoólico de nenhuma das bebidas alcoólicas comumente consumidas. Todas as mulheres concordaram que a inclusão de uma intervenção focada na prevenção, não reduziria a probabilidade de sua participação em exames de mamografia. Os dados qualitativos coletados destacaram preocupações entre as mulheres e a equipe de saúde sobre como falar sobre o álcool e fatores de risco para o câncer de mama, de maneira não estigmatizante.
Os autores do estudo concluíram que, o conhecimento sobre o álcool como fator de risco modificável para câncer de mama é baixo entre as mulheres que frequentam clínicas ou fazem mamografias de rotina. A falta de conhecimento em relação ao teor alcoólico de bebidas comumente consumidas indica que muitas mulheres não estão bem informadas para avaliar sua própria ingestão de álcool. No geral as mulheres reagiram positivamente à sugestão de adicionar informações sobre a prevenção do câncer durante as consultas e mamografias de triagem.

Acesso em 23 Set 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6609127/pdf/bmjopen-2018-027371.pdf

REFERÊNCIAS

  1. Sinclair J, McCann M, Sheldon E, Gordon I, Brierley-Jones L, Copson E.

    The acceptability of addressing alcohol consumption as a modifiable risk factor for breast cancer: a mixed method study within breast screening services and symptomatic breast clinics.

    BMJ Open. 2019 Jun 17;9(6):e027371.