Hipotireoidismo manifesto


Os hormônios tireoidianos apresentam diversos efeitos hemodinâmicos no sistema cardiovascular que podem ter grande impacto na função cardíaca1.

O hipotireoidismo está associado à diminuição do débito cardíaco em razão da diminuição do relaxamento da musculatura lisa dos vasos e da redução da disponibilidade de óxido nítrico endotelial. A rigidez arterial aumentada ocasiona incremento da resistência vascular sistêmica1

Os hormônios tireoidianos também afetam o sistema renina-angiotensina-aldosterona. Os substratos de renina são sintetizados no rim sob o estímulo de T31

Assim, no hipotireoidismo, a pressão arterial diastólica aumenta devido ao aumento da resitência vascular periférica e os níveis de renina diminuem, o que resulta em diminuição da volemia e da pré carga com consequente diminuição do débito cardíaco1

 

Alterações no exame físico2:


- Os sinais vitais podem revelar bradicardia e hipertensão diastólica.
- Frequência cardíaca mais lenta e redução da contratilidade cardíaca. 
- Podem ocorrer sinais de derrame pericárdico, como sons cardíacos abafados e distensão jugular venosa. 

Hipotireoidismo subclínico


No hipotireoidismo subclínico, ocorrem as mesmas alterações observadas com o hipotireoidismo evidente em relação à complacência arterial, à pressão arterial diastólica e à disfunção endotelial1

Hipotireoidismo induzido por medicamentos 


A amiodarona é um composto benzofurânico rico em iodo utilizado para controlar arritmias cardíacas. Contém cerca de 37% de iodo em peso e uma dose de 200 mg expõe o paciente a cerca de 300 vezes a dose diária recomendada de iodo. A carga de iodo contida na amiodarona pode induzir ao hipotireoidismo1. Esse quadro manifesta-se como hipotireoidismo primário, inclusive o diagnóstico é semelhante, assim como o tratamento de reposição com levotiroxina1

Efeito do tratamento do hipotireoidismo no coração


O tratamento com levotiroxina pode melhorar1

- hipertensão;
- disfunção diastólica;
- frequência cardíaca baixa;
- variabilidade da frequência cardíaca durante os exercícios. 

Pacientes com cardiomiopatias podem demonstrar melhor contratilidade cardíaca e volume sistólico após o tratamento do hipotireoidismo com levotiroxina. 

 

 

Gráfico

Efeitos do hipotireoidismo no coração

REFERÊNCIAS

  1. Udovcic M, Pena RH, Patham B, Tabatabai L, Kansara A.

    Hypothyroidism and the heart.

    Methodist Debakey Cardiovasc J. 2017;13(2):55-9.

  2. Dubbs SB, Spangler R.

    Hypothyroidism: causes, killers, and life-saving treatments.

    Emerg Med Clin North Am. 2014;32(2):303-17.