A osteoartrite de joelho é uma condição caracterizada pela lesão progressiva da cartilagem articular do joelho, da superfície do osso subcondral e da sinóvia, levando à dor e à redução da mobilidade e da função articular, além de limitar a realização das atividades da vida diária.(Figura 1)1 


A progressão da osteoartrite de joelho leva à diminuição da concentração de ácido hialurônico articular em mais de: 60% DO VALOR NORMAL, além de resultar na perda da característica do líquido jovem e saudável, com a membrana sinovial articular passando a produzir líquido de menor peso molecular e com propriedades menos protetoras.2


Essas alterações ocasionam diminuição das propriedades viscoelásticas do líquido sinovial.3



A infiltração de hilano G-F 20 intra-articular tem o objetivo de restaurar as propriedades viscoelásticas do líquido sinovial.4-6




Figura 1

Figura 2

Estudos clínicos realizados com a utilização de viscossuplementação com ácido hialurônico para o tratamento de osteoartrite de joelho demonstraram a melhora clínica da função articular, a diminuição da dor com melhora da qualidade de vida e a postergação de uma possível artroplastia total de joelho.(Figura 2)4-6

A infiltração de hilano G-F 20 intra-articular tem o objetivo de restaurar as propriedades viscoelásticas do líquido sinovial.

DESSA FORMA, A ESCOLHA DO TIPO DE ÁCIDO HIALURÔNICO É DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA OBTERMOS UM TRATAMENTO EFICAZ E SIGNIFICATIVO COM A VISCOSSUPLEMENTAÇÃO ARTICULAR EM CASOS DE OSTEOARTRITE, UMA VEZ QUE AS CARACTERÍSTICAS DE CADA PRODUTO SÃO DIFERENTES ENTRE SI.

Tabela 1

REFERÊNCIAS

  1. Newberry SJ, et al.

    Systematic review for effectiveness of hyaluronic acid in the treatment of severe degenerative joint disease (DJD) of the knee: technology assessment report, agency for healthcare research and quality.

    Rockville (MD): Agency for Healthcare Research and Quality (US); 2015. 

  2. Watterson JR, et al.

    Viscosupplementation: therapeutic mechanisms and clinical potential in osteoarthritis of the knee.

    J Am Acad Orthop Surg. 2000;8(5):277-84

  3. Balazs EA, et al.

    Hyaluronic acid in synovial fluid. I. Molecular parameters of hyaluronic acid in normal and arthritis human fluids.

    Arthritis Rheum. 1967;10(4):357-76.

  4. Raman R, et al.

    Efficacy of Hylan G-F 20 and Sodium Hyaluronate in the treatment of osteoarthritis of the knee − a prospective randomized clinical trial.

    Knee. 2008(4):318-24.

  5. Petrella RJ et al.

    Pain relief and improved physical function in knee osteoarthritis patients receiving ongoing hylan G-F 20, a high-molecular-weight hyaluronan, versus other treatment options: data from a large real-world longitudinal cohort in Canada.

    Drug Des Devel Ther. 2015;9:5633-40.

  6. Waddell DD, et al.

    Total knee replacement delayed with Hylan G-F 20 use in patients with grade IV osteoarthritis.

    J Manag Care Pharm. 2007;13:113-21.

  7. American Academy of Orthopaedic Surgeons − AAOS.

    Treatment of osteoarthritis of the knee. Evidence-based guideline 2nd edition.

    USA: American Academy of Orthopedic Surgeons; 2013. p. 770.

  8. Balazs EA.

    Disorders of the knee. 2nd ed. Philadelphia: JB Lippincott Company.

    1974:63-75.

  9. Mazzucco D, et al.

    Rheology of joint fluid in total knee arthroplasty patients.

    J Orthop Res. 2002 Nov;20(6):1157-63.

  10. Praest BM, et al.

    Assay of synovial fluid parameters: hyaluronan concentration as a potential marker for joint diseases.

    Clin Chim Acta. 1997;266(2):117-28.

  11. Migliore, A et al.

    Differences Regarding Branded HA in Italy. Part 1.

    Clin Med Insights Arthritis Musculoskelet Disord. 2016;9:89-101.

  12. SABR.HYL.18.10.1713