A dermatite atópica (DA) é uma doença inflamatória crônica recidivante que se caracteriza principalmente por prurido, dor e lesões eczematosas, incluindo eritema, xerose, descamação, liquenificação e fissuração da pele. As áreas mais comumente afetadas incluem as superfícies flexurais das extremidades, pescoço anterior, mãos, pés e em volta dos olhos. Os sintomas da DA podem afetar significativamente a qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) dos pacientes e seu bem-estar físico, emocional, psicológico e social, podendo levar a problemas de sono, irritabilidade, estresse, estigmatização e isolamento social.

A literatura a respeito da experiência e impacto na qualidade de vida do paciente com DA ainda é limitada, principalmente em relação aos adolescentes. Desta forma, pesquisadores documentaram a experiência de adultos e adolescentes com DA e o impacto associado nos domínios da QVRS. Os resultados encontrados foram utilizados para desenvolver um modelo conceitual para refletir a experiência dos pacientes com a DA.

Para o trabalho, que foi publicado no periódico cientifico Dermatitis, os investigadores realizaram uma revisão da literatura e entrevistas qualitativas com clínicos, pacientes adultos e adolescentes com DA para identificar os sinais e sintomas da doença e seu impacto na QVRS. 

Os investigadores identificaram 29 sinais e sintomas de DA, sendo que, entre os sintomas, prurido e dor, e entre os sinais, eritema e xerose, foram os mais frequentemente reportados. Entre todos os sinais e sintomas de DA identificados como causadores de impacto substancial na QVRS o prurido foi relatado como o principal influenciador. Em relação à QVRS, foram identificados quatro impactos proximais, sendo o desconforto físico e distúrbios do sono os mais reportados. Com respeito ao impacto distal, foram relatados dez domínios, com predomínio do impacto psicológico e social e nas atividades da vida diária. 
 

Os autores da revisão concluíram que a literatura e as entrevistas com especialistas clínicos e pacientes adultos e adolescentes respalda o desenvolvimento do modelo conceitual que documenta a ampla gama de sinais e sintomas da dermatite atópica, assim como seu impacto na qualidade de vida relacionada à saúde dos pacientes.

Os autores da revisão concluíram que a literatura e as entrevistas com especialistas clínicos e pacientes adultos e adolescentes respalda o desenvolvimento do modelo conceitual que documenta a ampla gama de sinais e sintomas da DA, assim como seu impacto na QVRS dos pacientes. Na opinião dos autores, este modelo pode ser útil para auxiliar na compreensão da experiência dos pacientes adultos e adolescentes com a DA, e utilizado como uma ferramenta para o desenvolvimento, planejamento e avaliação de resultados para ensaios e práticas clínicas.

Acesso em 10 Dez 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6641086/ 
 

REFERÊNCIAS

  1. Grant L, Seiding Larsen L, Trennery C, Silverberg JI, Abramovits W, Simpson EL, et al. 

    Conceptual Model to Illustrate the Symptom Experience and Humanistic Burden Associated With Atopic Dermatitis in Adults and Adolescents. 

    2019 Jul/Aug;30(4):247-254.