Pessoas com diabetes (tipo 1 ou tipo 2), mesmo com controle ideal, correm alto risco de complicações graves da influenza e que podem resultar em hospitalização ou até mesmo em morte. Pneumonia, bronquite, infecções dos seios nasais e infecções de ouvido são exemplos de complicações relacionadas à influenza em pacientes com diabetes.1

A infecção por influenza pode dificultar o controle da glicemia (taxa de açúcar no sangue), acima ou abaixo do que se espera com o controle do diabetes.1

 

A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) recomenda a administração anual da vacina contra influenza a pacientes com diabetes a partir de 6 meses de idade, de preferência antes do início da estação do influenza.6

A Sociedade Brasileira de Diabetes e a Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm), elaboraram o Guia de imunização 2019/2020 para pacientes com diabetes. Pode ser consultado online.

Vacinação contra gripe em portadores de Diabetes Mellitus do Tipo 2 é associada a reduções significativas nas taxas de hospitalização.8

Diretrizes sobre diabetes publicadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), Associação Americana de Diabetes (ADA) e Associação Europeia para o Estudo da Diabetes (EASD) recomendam que pacientes diabéticos se vacinem contra a influenza no início da temporada. 9 A vacinação contra influenza protege os pacientes diabéticos de complicações relacionadas à influenza.10

 

A efetividade da vacina em pessoas com diabetes é de 54,5%, evitando 7% das infecções respiratórias baixas. Pacientes com DM2 vacinados tiveram 58% menos hospitalizações por gripe, acidente vascular cerebral (AVC), insuficiência cardíaca congestiva (ICC) e pneumonia (PN), não sendo observada essa diminuição por infarto agudo do miocárdio (IAM). Além disso, foram observadas menos mortes, cuja redução em maiores de 65 anos chegou a 33%. 6

 

SPBR.FLZ.19.12.0349

REFERÊNCIAS

  1. Centers for Disease Control and Prevention.

    Flu and People with Diabetes [Internet]

    Disponível em: https://www.cdc.gov/flu/highrisk/diabetes.htm. Acesso em: 29 de outubro de 2019

  2. Bouter KP, Diepersloot RJ, van Romunde LK, Uitslager R, Masurel N, Hoekstra JB.

    Effect of epidemic influenza on ketoacidosis, pneumonia and death in diabetes mellitus: a hospital register survey of 1976-1979 in The Netherlands.

    Diabetes Res Clin Pract. 1991 Apr;12(1):61-8

  3. Allard R, Leclerc P, Tremblay C, Tannenbaum TN.

    Diabetes and the severity of pandemic influenza A (H1N1) infection.

    Diabetes Care. 2010 Jul;33(7):1491-3. doi: 10.2337/dc09-2215. PubMed PMID: 20587722

  4. Site do Governo britânico, The Green book, Chapter 19.

    https://www.gov.uk/government/publications/influenza-the-green-book-chapter-19 (p5)

    Acesso em: 29 de outubro de 2019

  5. Diepersloot RJ, Bouter KP, Hoekstra JB.

    Influenza infection and diabetes mellitus. Case for annual vaccination.

    Diabetes Care. 1990 Aug;13(8):876-82. Review

  6. Site da Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm),

    Guia de imunização SBIm - SBD Diabetes. [Internet]

    Disponível em: https://sbim.org.br/publicacoes/guias/1119-guia-de-imunizacao-sbim-sbd-diabetes-2019-2020 Acesso em: 29 de outubro de 2019

  7. Site da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) Diabetes;

    Indicação de vacinas em pacientes diabéticos. [Internet]

    Disponível em: https://www.diabetes.org.br/profissionais/images/pdf/diabetes-tipo-1/010-Diretrizes-SBD-Indicacao-Vacinas-pg334.pdf Acesso em: 29 de outubro de 2019

  8. Vamos EP, Pape UJ, Curcin V, et al.

    Effectiveness of the influenza vaccine in preventing admission to hospital and death in people with type 2 diabetes [published online July 25, 2016].

    CMAJ. 2016. doi:10.1503/cmaj.151059

  9. Internacional Diabetes Federation.

    IDF DIABETES Atlas. 7ª ed. Bruxelas: IDF; 2015. 144p. [Internet]

    Disponível em: http://www.diabetesatlas.org/ Acesso 16/04/2018

  10. Pebody RG, et al.

    Pandemic Influenza A (H1N1) 2009 and Mortality in the United Kingdom; Risk Factors for Death, April 2009 to 1. March 2010