O uso combinado de insulina basal mais AR GLP-1 possui mecanismos de ação complementares permitindo a ação na GJ e GPP. Além de atuar em 7 dos 8 defeitos fisiopatológicos do Diabetes1;

 

A mais recente atualização do Guideline do ADA/EASD (2019) recomenda o uso de combinação de proporção fixa (insulina + AR GLP-1) para pacientes que estejam fora da meta, em dupla ou tripla terapia, com HbA1c 2% acima da meta ou acima de 10%. 3

 

Soliqua permite que esse tipo de paciente com ADOs e HbA1c acima de 9% atinjam o controle glicêmico. 2

 

Com Soliqua houve uma redução de 2,9% da HbA1c permitindo com que 74% dos pacientes atingissem a meta.2

 

Pacientes não controlados com ADOs devem iniciar o tratamento com 10U de SOLIQUA, caneta amarela (Soliqua 10-40). A titulação de SOLIQUA é feita com base na glicemia de jejum auto monitorizada do paciente. 1

REFERÊNCIAS

  1. ANVISA. Bula SOLIQUA. Aprovada em 16/09/2019. Disponível em: 

    http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/index.asp

    Acesso em: 23 de dezembro de 2019.

  2. Davies MJ, Russell-Jones D, Barber TM, Lavalle-Gonzalez FJ, Galstyan GR, Zhu D, et al. 

    Glycaemic benefit of iGlarLixi in insulin-naive type 2 diabetes patients with high HbA1c or those with inadequate glycaemic control on two oral antihyperglycaemic drugs in the LixiLan-O randomized trial.

    Diabetes Obes Metab. 2019 Aug;21(8):1967-72.

  3. ADA/EASD consensus statement 2019. Diabetes Care 2019 Jan; 42(Supplement 1): S90-S102. https://doi.org/10.2337/dc19-S009.