Estudo VENTURE

Eficácia e segurança de dupilumabe na asma grave em pacientes dependentes de corticoide oral (CO).

 

Objetivo do Estudo1

Avaliar eficácia e segurança de DUPIXENT® na redução da dose de CO.

Desfecho Primário

  • Redução percentual na dose de CO na semana 24, comparada à dose inicial, mantendo o controle da asma.

Desfechos Secundários

  • Proporção de pacientes com redução de dose de CO inferior a 5mg por dia.
  • Proporção de pacientes com redução mínima de 50% na dose de CO.
  • Proporção de pacientes que eliminaram o uso de CO. Taxa anualizada de exacerbação.
  • Mudança na linha de base de VEF1.
  • Mudança na linha de base do ACQ-5.

 

Critérios de inclusão 

  • Pacientes adultos (≥18 anos) e adolescentes (12 a 17 anos) com diagnóstico médico de asma por ≥12 meses; documentado por reversibilidade ≥12% e 200 mL em VEF1  ou hiper-responsividadedas vias aéreas.
  • 6 meses de corticoides sistêmicos e 1 mês de dose estável.
  • Corticoide inalado de alta dose em combinação com 1 ou até 2 medicamentos adicionais de controle.
  • VEF1 ≤80% do previsto para adultos e ≤90% do previsto para adolescentes.
  • Os pacientes foram recrutados sem requisitos mínimos em relação à contagem inicial de eosinófilos no sangue, escarro ou em qualquer outro biomarcador do tipo 2, como FeNO ou IgE.
  •  

Características basais selecionadas1

  • 2 exacerbações graves de asma no último ano.
  • Dose média diária de CO antes da otimização de dose: 11,8 mg/dia.
  • 77% apresentavam histórico médico relevante (considerado como dermatite atópica, conjuntivite alérgica, rinite alérgica, rinossinusite crônica, pólipos nasais, esofagite eosinofílica, alergia alimentar ou urticária).

 

RESULTADOS CLÍNICOS 
Eficácia: DUPIXENT® reduziu ou eliminou a dependência de CO, mantendo o controle da asma.

Desfecho Primário1: redução percentual na dose de CO, mantendo o controle da asma.

 

Veja ao lado (figura 1) o gráfico de “Redução significativa na dose de CO, do período basal à semana 24, mantendo o controle da asma.”

 

Principais desfechos secundários: redução de CO

Proporção de pacientes com redução de dose de CO inferior a 5 mg por1

  • 72% dos pacientes com DUPIXENT® reduziram o uso de CO para menos de 5 mg por dia na semana 24, em comparação a 37% dos pacientes com placebo + tratamento padrão (p<0.001). 
Proporção de pacientes com redução mínima de 50% na dose de CO1
  • 80% dos pacientes com DUPIXENT® reduziram para menos de 50% a dose de CO na semana 24, em comparação a 53% dos pacientes com placebo + tratamento padrão (p<0.001).

 

Proporção de pacientes que eliminaram o uso de CO1

  • 52% dos pacientes com DUPIXENT® eliminaram o uso de CO na semana 24, em comparação a 29% dos pacientes com placebo + tratamento padrão (p<0.001).

PACIENTES COM DUPIXENT:

70% (MEDIANA 100%) REDUZIRAM O USO DE CO

52% ELIMINARAM TOTALMENTE O USO DE CO 

Principais desfechos secundários e resultados

Taxa anualizada de exacerbações1
  • DUPIXENT® apresentou redução de 59% da taxa anualizada de exacerbações graves em comparação ao placebo + tratamento padrão (IC de 95%: 37% a 74%).

Mudança na linha de base VEF11
  • VEF1 foi superior no grupo com DUPIXENT® com ganho de 220 mL quando comparado ao placebo + tratamento padrão na semana 24 (p>0.001).

Mudança na linha de base do ACQ-51

  • O score do ACQ-5 indicou melhora no controle da asma com DUPIXENT® em comparação ao placebo + tratamento padrão na semana 24 (mudança na linha de base foi de -0,47 (IC de 95%: -0,76 a -0,18).

 

 

Veja no gráfico ao lado (figura 2) que DUPIXENT® Proporcionou ganho clinicamente significativo da função pulmonar: 210mL vs placebo + tratamento padrão.1

 

Esses achados sugerem que dupilumabe inibe a inflamação tipo 2 de maneira mais ampla do que tendo como alvo apenas os eosinófilos.1

DESENHO DO ESTUDO1

-/media/Sanofi/Conecta/Artigos/2020/06/principais-desfechos-estudo-venture-dupilumabe/Sanofi_574_LB_F3_1200x527.ashx?w=1200&hash=B209E12AC177E420E68F583ABDD2CA50
a:Com dose de ataque de 600 mg.
b: A dose de CO foi reduzida a cada 4 semanas na fase de redução de CO (semanas 4-20), sempre que o controle da asma foi mantido.
FeNO: fração exalada de óxido nítrico; VEF1: volume expiratório forçado no primeiro segundo; 
CO: corticoide oral. 

 

DUPIXENT® proporcionou melhora significativa no controle da asma, função pulmonar e qualidade de vida.1
  • Melhor controle da asma com menor dose de CO.
  • Ganho significativo de função pulmonar apesar da redução ou eliminação de CO.
  • Melhora dos parâmetros de qualidade de vida.

Pacientes brasileiros foram incluídos no estudo VENTURE.

 

Segurança e tolerabilidade1

  • Eventos adversos graves que levaram à descontinuação foram incomuns.
  • Os eventos adversos mais comuns (≥5% dos pacientes) foram: infecção viral do trato respiratório superior, bronquite, sinusite, reações no ponto da injeção e eosinofilia transitória.

 

DUPIXENT® reduziu significativamente a dose de CO, mantendo o controle da asma1

REFERÊNCIAS

  1. Rabe KF, Nair P, Brusselle G, Maspero JF, Castro M, Sher L, et al.

    Efficacy and Safety of Dupilumab in Glucocorticoid-DependentSevere Asthma.

    N Engl J Med. 2018 Jun 28;378(26):2475-85.