Estamos vivendo uma grave pandemia causada pelo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2) com alto poder de transmissão e infectibilidade. A manifestação clínica dominante é a respiratória, variando desde um quadro gripal leve até a síndrome de angústia respiratória aguda (SARA) potencialmente letal.1,2

 

A presença de doença cardiovascular como hipertensão arterial, obesidade, doença arterial coronária, miocardiopatias e arritmias aumenta a vulnerabilidade ao vírus SARS-CoV-2, como também a COVID-19 pode piorar as doenças cardiovasculares preexistentes e até precipitar novas complicações cardíacas.2 

 

Os hormônios tireoidianos desempenham um papel importante na função normal da fisiologia cardíaca e vascular.3 O hipotireoidismo, quando não controlado adequadamente com a reposição de levotiroxina, pode produzir efeitos cardiovasculares importantes e alterações significativas nos fatores de risco.3

 

O tratamento com a levotiroxina dos pacientes com disfunção tireoidiana produz melhora no perfil lipídico com redução do LDL-c, colesterol total e triglicerídeos, inclusive com retardo da progressão da aterosclerose, melhora da função miocárdica e, consequentemente, do débito cardíaco e da contratilidade miocárdica, e da frequência cardíaca, além de redução do risco de arritmias graves.4

 
Está bem estabelecido que os hormônios da tireoide desempenham papel muito importante na regulação da fisiologia cardíaca, vascular e metabólica. Nesse sentido, conclui-se que o controle adequado do hipotiroidismo pela levotiroxina diminuiu o risco de complicações cardiovasculares.3

Está bem estabelecido que os hormônios da tireoide desempenham papel muito importante na regulação da fisiologia cardíaca, vascular e metabólica.

 

Os portadores de hipotiroidismo necessitam sempre, mas principalmente neste período de grave pandemia em que estamos vivendo, de um controle rigoroso dos hormônios tiroideanos com levotiroxina, não se esquecendo do isolamento social, uso de máscaras e higiene frequente das mãos com água e sabão e uso de álcool em gel.

REFERÊNCIAS

  1. Zou L, Ruan F, Huang M, Liang L, Huang H, Hong Z, et al.

    SARS-CoV-2 viral load in upper respiratory specimens of infected patients.

    N Engl J Med. 2020;382:1177-79.

  2. Zhou F, Yu T, Du R.

    Clinical course and risk factors for mortality of adult inpatients with COVID-19 in Wuhan, China: a retrospective cohort study.

    Lancet. 2020; 395(10229):1054-62.

  3. Udovcic M, Pena RH, Patham B, Tabatabai L, Kansara A.

    Hypothyroidism and the Heart. Methodist Debakey Cardiovasc J.

    2017 Apr-Jun;13(2):55-9.

  4. Klein I, Danzi S.

    Thyroid disease and the heart.

    Circulation. 2007 Oct 9; 116(15):1725-35.