Com este material, o Dr. André Luiz Malavasi convida você para a leitura de quatro artigos que abordam aspectos práticos do tromboembolismo venoso e trombofilias em Ginecologia e Obstetrícia. O primeiro artigo trata da ocorrência de trombose e tromboembolismo no climatério. Apesar de ser incomum antes da menopausa, o tromboembolismo venoso tem aumento de incidência importante após esse período, sendo a terapia hormonal um importante fator de risco.1 O segundo artigo trata da tromboprofilaxia em cirurgia ginecológica, mostrando que o risco de desenvolvimento de trombose venosa profunda em pacientes de cirurgia ginecológica que não recebam tromboprofilaxia é de 16%2 e que, apesar das evidências sobre a eficácia dessa prática, apenas um terço das pacientes com risco de tromboembolismo venoso recebe tromboprofilaxia adequada.3 No terceiro artigo, sobre o tromboembolismo venoso na gestação, discutem-se as questões que devem ser consideradas por todo obstetra atento à ocorrência do problema na gestação,4 uma vez que, com a evolução dos cuidados hospitalares, essa passou a ser a principal causa de morte materna direta.5

Por fim, no artigo sobre trombofilias e gravidez, discute-se a utilidade da pesquisa de trombofilia, dada sua ação sinérgica com a gestação no aumento do risco de tromboembolismo venoso.6 Boa leitura!