O Coronavírus é uma doença causada por um vírus recém-descoberto denominado SARS-COV-2 e possui duração média de 14 dias.1  Os sintomas da Covid-19 podem variar desde um simples resfriado, a um quadro respiratório agudo (caracterizado pela presença de pelo menos dois sintomas: sensação febril ou febre associada a dor de cabeça, garganta, febre, entre outros) podendo evoluir até uma pneumonia severa ou óbito.2

Até o mês de novembro, cerca de 50 milhões de pessoas já foram infectas e temos mais de 1 milhão de mortes confirmadas em decorrência do Coronavírus. Para a população geral, a mortalidade é cerca de 2,3%, e analisando os dados pode-se concluir que o grupo de pacientes mais afetado, e que evoluem para um estágio mais avançado da doença, são idosos com mais de 80 anos (14,8%), pacientes com doenças cardiovasculares (10.5%), pacientes com Diabetes (7,3%) e hipertensão (6%). Além desses fatores, cabe ressaltar que a obesidade agrava em 2 ou 3 vezes o risco de complicações e chances de óbito em decorrência do COVID-19.3

Nesta aula, o Dr. Freddy Eliaschewitz (CRM SP24736) trata da relação entre Covid-19 e diabetes, explicando, por exemplo, como a hiperglicemia contribui para o aumento da intensidade de replicação viral, além dos desafios e oportunidades associados ao tema.