Os efeitos anticoagulantes da enoxaparina sódica podem ser, em grande parte, neutralizados pela administração intravenosa lenta de protamina.

DOSE 


A dose de protamina depende da dose de enoxaparina sódica administrada, ou seja, 1 mg de protamina neutraliza o efeito anticoagulante de 1 mg de enoxaparina sódica, se a enoxaparina sódica foi administrada nas primeiras 8 horas.1,2 
 
Uma infusão de 0,5 mg de protamina para 1 mg de enoxaparina sódica pode ser administrada se a enoxaparina sódica foi administrada há mais de 8 horas da administração da protamina, ou se tiver sido determinado que uma segunda dose de protamina é necessária.1,2 
 

Após 12 horas da injeção de enoxaparina sódica, a administração da protamina pode não ser necessária. 

 

Entretanto, mesmo com doses elevadas de protamina, a atividade anti-Xa da enoxaparina sódica nunca é completamente neutralizada (máximo de aproximadamente 60%).1,2 

ADMINISTRAÇÃO 

A protamina deve ser administrada diretamente por via intravenosa lenta num período de, aproximadamente, 10 minutos, para doses que não excedam 50 mg.  
Geralmente são injetados 10 mg/mL, o que corresponde a 1 mL em um período de 1 a 3 minutos.
 
Atenção: Interromper a administração de protamina quando o tempo de protrombina for normalizado para evitar o excesso de protamina.3