A vacinação contra a gripe é uma intervenção importante para proteger as populações vulneráveis e reduzir a carga de doenças respiratórias durante a pandemia de COVID-19.1 As crianças têm um papel importante na transmissão do vírus da gripe para a comunidade e podem ter complicações graves ou fatais decorrentes da infecção por influenza.1 
Em comparação com a última temporada de gripe, no Hemisfério Norte, os componentes da vacina influenza A(H1N1)pdm09, A(H3N2) e B/Victoria mudaram para a temporada 2020-2021.1 Já no Hemisfério Sul, os componentes da vacina influenza A(H1N1)pdm09 e A(H3N2) mudaram para a temporada 2021.2

EFETIVIDADE DAS VACINAS DE INFLUENZA CONTRA HOSPITALIZAÇÃO E MORTE1

CRIANÇAS EM RISCO AUMENTADO DE COMPLICAÇÕES POR INFLUENZA

  • Crianças menores de 5 anos, especialmente abaixo de 2 anos de idade;

  • Crianças com doenças crônicas pulmonares, cardiovasculares ou renais;

  • Crianças com imunossupressão;

  • Crianças com desordens neurológicas e de neurodesenvolvimento.

  • A vacinação contra gripe reduz em 75% o risco de influenza grave em crianças que requerem internação na UTI. 

  • Estudos mostram que a efetividade da vacina contra hospitalização é ainda maior quando há correspondência entre os vírus circulantes e aqueles contidos nas vacinas. 

  • Até 80% nas mortes pediátricas associadas à influenza ocorreram em crianças a partir de 6 meses de idade não vacinadas.

COBERTURAS VACINAS PARA INFLUENZA NOS ESTADOS UNIDOS
Nos Estados Unidos, assim como no Brasil, a cobertura vacinal de influenza permanece abaixo do ideal para a população pediátrica. Alcançar altas taxas de cobertura da vacina contra influenza em bebês e crianças é uma prioridade para protegê-los contra as complicações da gripe. A vacinação oportuna contra influenza é particularmente importante durante a temporada de influenza de 2020–2021, dada a pandemia de SARS-CoV-2 concomitante.1 

FluQuadri® vacina influenza tetravalente (fragmentada, inativada) 
APRESENTAÇÕES: SERINGA PREENCHIDA COM 1 DOSE 0, 5 ML. VIA INTRAMUSCULAR. USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 6 MESES DE IDADE. 
INDICAÇÕES: FluQuadri® é indicada para imunização ativa para a prevenção da influenza causada pelos subtipos A e B de vírus influenza contidos nesta vacina para indivíduos a partir de 6 meses de idade.
CONTRAINDICAÇÕES: FluQuadri® não deve ser administrada a pessoas com reação de hipersensibilidade sistêmica conhecida a qualquer vacina influenza ou a qualquer componente da vacina (por exemplo, ovo ou derivados de ovo).
ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES: Uma vez que cada dose de FluQuadri® pode conter formaldeído e etoxilato de octilfenol, utilizados durante a produção da vacina, devem ser tomadas precauções quando a vacina é administrada em pacientes com hipersensibilidade a qualquer destes produtos. Os benefícios e potenciais riscos de administrar a vacina FluQuadri® em uma pessoa com histórico prévio de SGB devem ser considerados pelo profissional de saúde. A SGB tem sido temporalmente associada com a vacina influenza. Se a SGB ocorrer em até 6 semanas após vacinação prévia contra influenza, a decisão de administrar FluQuadri® deve ser baseada em consideração cuidadosa dos potencias riscos e benefícios. A imunogenicidade de FluQuadri® pode ser reduzida por terapias imunossupressoras ou em indivíduos com síndromes de deficiência imunológica. Nestes casos, é recomendado postergar a vacinação até terminar o tratamento imunossupressor ou a melhora da condição de imunossupressão, se possível. Não administrar a vacina por via intravascular. A vacinação deve ser postergada em caso de doença aguda moderada ou grave com ou sem febre. No entanto, uma doença leve normalmente não é razão para postergar a vacinação. Foi relatada síncope (desmaio) após a administração de FluQuadri®. Devem estar em vigor procedimentos para prevenir lesões por queda e lidar com as reações de síncope. A FluQuadri® deve ser administrada em mulheres grávidas apenas se existir clara necessidade e após uma avaliação de riscos e benefícios. Esta vacina não deve ser utilizada em mulheres grávidas sem orientação médica. Não se sabe se a FluQuadri® é excretada no leite humano, a decisão de administrar FluQuadri® em uma lactante deve ser baseada em consideração cuidadosa dos potencias riscos e benefícios.
INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: Se FluQuadri® precisar ser administrada ao mesmo tempo que outra(s) vacina(s) injetável(eis), as vacinas devem ser administradas em locais diferentes. Após a vacinação contra influenza, foram observados resultados falso positivos em testes sorológicos usando o método ELISA para detecção de anticorpos contra HIV1, Hepatite C e, especialmente, HTLV1. Deve ser utilizado um teste Western Blot apropriado para confirmar ou descartar os resultados do teste ELISA.
POSOLOGIA E MODO DE USAR: A administração deve ser realizada por via intramuscular. O local de administração intramuscular preferencial é a região ântero-lateral da coxa em crianças de 6 a 11 meses de idade, região ântero-lateral da coxa (ou o músculo deltoide se a massa muscular for adequada) em crianças de 12 a 35 meses, ou o músculo deltoide em adultos e crianças acima de 36 meses de idade. Em virtude da variação dos vírus influenza e da duração da imunidade conferida pela vacina, é recomendável realizar a vacinação anual contra influenza, no início ou antes do período de risco em países tropicais. Crianças de 6 meses a 8 anos de idade (inclusive): 2 doses de 0,5 mL, com, pelo menos, 4 semanas de intervalo. Se estas crianças tiverem sido vacinadas anteriormente, recomenda-se a administração de uma única dose de 0,5 mL. Adultos e crianças a partir de 9 anos de idade: 1 dose de 0,5 mL. Para os casos de crianças entre 6 meses e 8 anos de idade que não foram vacinadas contra influenza em anos anteriores, se a segunda dose da vacina não for administrada, pode haver uma redução da resposta.
REAÇÕES ADVERSAS: A reação mais comum no local da injeção após a administração da vacina em crianças e adultos foi dor. A reação sistêmica mais frequente em bebês e crianças (de 6 a 35 meses de idade) foi irritabilidade, enquanto mialgia foi a reação sistêmica mais comum reportada em crianças (3 a 8 anos de idade) e adultos. Registro MS: 1.8326.0332.Venda sob prescrição médica.