A INTENSIFICAÇÃO DE DOSE EFICAZ E SEGURA DA INSULINA É A CHAVE PARA RESULTADOS DE CURTO E LONGO PRAZO.1-3

REDUÇÃO DE A1C 4-11


Os primeiros 3 meses são cruciais para o sucesso do tratamento22

Apenas 7% dos pacientes atingem a meta depois do 3º mês de tratamento.22
 
TOUJEO®  demonstrou:
  • Redução efetiva e comparável da HbA1c vs insulina degludeca 100 U/mL (~1.6% redução de HbA1c para ambos os tratamentos confirmando desfecho primário de não inferioridade).9* 
  • Demonstrou redução eficaz e comparável de HbA1c (-1.4 %) vs degludeca 100 U/mL já nas primeiras 12 semanas de tratamento.10,11**

*Média baseline de HbA1c: 8,7% para Toujeo® e 8,6% para insulina degludeca 100 U/mL; Semana 24 signi¬ca HbA1c: 7,0% em ambos os grupos; LS média da alteração a partir da linha de base: -1,64% para Toujeo® e -1,59% para insulina degludeca 100 U/mL; Diferença da média do LS para Toujeo® vs. insulina degludeca 100 U/mL: -0,05%; IC 95%: -0,15-0,05; p <0,0001 para não inferioridade de Toujeo® vs. insulina degludeca 100 U/mL.9 

**Diferença média de LS de baseline: -1,37% para Toujeo® e -1,39% para insulina degludeca 100 U/mL; diferença média de LS para Toujeo® vs. Insulina degludeca 100 U/mL: 0,02%; 95% CI: -0,08–0,12; valor nominal de p = 0,66732-34.


BRIGHT: O 1º HEAD-TO-HEAD DAS INSULINAS BASAIS DE 2ª GERAÇÃO.9
 
MAIS SEGURO4-9, 15-17

HIPOGLICEMIA
A hipoglicemia no período de titulação é um fator preditivo para hipoglicemia no período de manutenção.22
 
TOUJEO® demonstrou menores taxas de hipoglicemia* vs. Insulina degludeca 100 U/mL no período de ajuste de dose em pessoas com Diabetes Tipo 2 (DM2) iniciando terapia com insulina basal, com a mesma eficácia.9

Hipoglicemia* confirmada a qualquer momento do dia (24h) durante o período de titulação. *9
*No período de manutenção (13-24 semanas) as taxas de hipoglicemia foram comparáveis nos dois grupos.

População de segurança (TOUJEO®, n = 463; insulina degludeca 100 U/mL, n = 462).

As características demográficas e clínicas basais foram semelhantes entre os dois grupos de tratamento (n = 462 pacientes em cada). A incidência de hipoglicemia a qualquer momento (24h) (confirmada - 70 mg/dL) foi de 66,5% para Toujeo® e 69,0% para insulina degludeca 100 U/mL.

A incidência de hipoglicemia a qualquer momento (24h) (confirmada < 54 mg/dL) foi de 14,7% para Toujeo® e 18,4% para insulina degludeca 100 U/mL.

MAIS FÁCIL18-21

Posologia de TOUJEO®

Novo paciente19
  • Pacientes com Diabetes Mellitus Tipo 1: TOUJEO® deve ser administrado uma vez ao dia, juntamente com uma insulina específica para refeição, e requer ajuste de dose individual.19
  • Pacientes com Diabetes Mellitus Tipo 2: A dose diária inicial recomendada é de 0,2 U/kg, 1 vez ao dia, seguida por um ajuste de dose individual.19
Paciente de GLA 100 U/mL *19
  • Quando ocorrer a troca de insulina glargina 100 U/mL para TOUJEO®, ela pode ser feita de unidade a unidade, mas uma dose maior de TOUJEO® (aproximadamente 10%-18%) pode ser necessária para alcançar os intervalos-alvo dos níveis de glicose no plasma.19
Paciente de outras insulinas basais19
  • Alteração de um tratamento uma vez ao dia de insulina basal para TOUJEO®: Pode ser feita unidade a unidade, com base na dose de insulina basal.19
  • Alteração de um tratamento duas vezes ao dia de insulina basal para TOUJEO®: A dose inicial recomendada de TOUJEO® é de 80% da dose diária total de insulina basal que está sendo descontinuada.19
*Quando ocorrer a troca de TOUJEO® 300 U/mL por insulina glargina 100 U/mL, a dose pode ser reduzida (aproximadamente 20%) para diminuir o risco de hipoglicemia.19
 
TOUJEOD (insulina glargina). INDICAÇÕES: TOUJEO 300 U/mL é indicada para o tratamento de diabetes mellitus tipo 1 e 2 em adultos e crianças a partir de 6 anos que necessitam de insulina basal para controle da hiperglicemia. CONTRAINDICAÇÕES:TOUJEO ESTÁ CONTRAINDICADA EM PACIENTES COM HIPERSENSIBILIDADE À INSULINA GLARGINA OU A QUALQUER UM DOS COMPONENTES DA FÓRMULA. PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS: O tratamento com insulina requer técnicas de injeção adequadas e constante vigilância para a possibilidade de hiper e hipoglicemia. Os pacientes e seus familiares devem saber quais passos devem tomar se ocorrer ou houver suspeita de hiper ou hipoglicemia. Na ocorrência de controle de glicemia insuficiente ou tendência de ocorrência de episódios hipo ou hiperglicêmicos todos os fatores relevantes devem ser revistos antes de considerar um ajuste de dose. Os pacientes devem realizar a rotação contínua do local da injeção para reduzir o risco de desenvolver lipodistrofia e amiloidose cutânea localizada. Há um risco de absorção retardada de insulina e piora do controle glicêmico após injeções de insulina em locais com essas reações. Gravidez e lactação: Não existem estudos clínicos controlados com o uso de TOUJEO 300 U/mL em mulheres grávidas. ESTE MEDICAMENTO NÃO DEVE SER UTILIZADO POR MULHERES GRÁVIDAS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA.  Categoria de risco na gravidez: Lactação: Ajustes das doses de insulina e dieta podem ser necessários em mulheres que estão amamentando. Pacientes pediátricos a partir de 6 anos de idade: Ao trocar insulina basal por TOUJEO 300U/mL, a redução da dose de insulina basal e em bolus precisa ser considerada individualmente. A segurança e eficácia de TOUJEO 300 U/mL não foi estabelecida em pacientes pediátricos menores de 6 anos. Pacientes com insuficiência renal: TOUJEO 300 U/mL pode ser utilizado em pacientes com insuficiência renal. Pacientes idosos: Nos idosos, a deterioração progressiva da função renal pode levar a uma redução estável das necessidades de insulina. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: UM AUMENTO NO EFEITO DE REDUÇÃO DE GLICEMIA E NA SUSCEPTIBILIDADE À HIPOGLICEMIA PODE OCORRER NO USO CONCOMITANTE DE, P.EX., ANTI-HIPERGLICÊMICOS, INIBIDORES DA ECA, SALICILATOS, DISOPIRAMIDA, FIBRATOS, FLUOXETINA, INIBIDORES DA MAO, PENTOXIFILINA, PROPOXIFENO E ANTIBIÓTICOS SULFONAMÍDICOS. UMA DIMINUIÇÃO NO EFEITO DE REDUÇÃO DE GLICEMIA PODE OCORRER COM O USO CONCOMITANTE DE CORTICOSTEROIDES, DANAZOL, DIAZÓXIDO, DIURÉTICOS, AGENTES SIMPATOMIMÉTICOS (COMO EPINEFRINA, SALBUTAMOL, TERBUTALINA), GLUCAGON, ISONIAZIDA, DERIVADOS DA FENOTIAZINA, SOMATROPINA, HORMÔNIOS DA TIREOIDE, ESTRÓGENOS E PROGESTÁGENOS (P.EX.: EM CONTRACEPTIVOS ORAIS), INIBIDORES DA PROTEASE E MEDICAÇÕES ANTIPSICÓTICAS ATÍPICAS (POR EXEMPLO, OLANZAPINA E CLOZAPINA). OS BETABLOQUEADORES, CLONIDINA, SAIS DE LÍTIO E ÁLCOOL PODEM TANTO POTENCIALIZAR OU DIMINUIR O EFEITO DA INSULINA NA REDUÇÃO DA GLICEMIA. A PENTAMIDINA PODE CAUSAR HIPOGLICEMIA, QUE PODE ALGUMAS VEZES SER SEGUIDA POR HIPERGLICEMIA. ALÉM DISSO, SOB A INFLUÊNCIA DE MEDICAMENTOS SIMPATOLÍTICOS COMO, P.EX., BETABLOQUEADORES, CLONIDINA, GUANETIDINA E RESERPINA, OS SINAIS DE CONTRARREGULAÇÃO ADRENÉRGICA PODEM FICAR REDUZIDOS OU AUSENTES. Reações adversas: Hipoglicemia: Pode ocorrer hipoglicemia caso a dose de insulina seja muito alta em relação às necessidades de insulina. Episódios hipoglicêmicos severos ou prolongados podem ser de risco à vida. Visão: Uma alteração acentuada nos níveis glicêmicos pode causar distúrbios visuais temporários. Em pacientes com retinopatia proliferativa, episódios hipoglicêmicos severos podem causar perda transitória da visão. Lipodistrofia: Pode ocorrer lipodistrofia no local da injeção e retardo da absorção da insulina em 1 a 2% dos pacientes. Posologia e modo de usar: TOUJEO deve ser administrado 1 vez ao dia por injeção tecidual subcutânea. Não deve ser administrado intravenosamente. TOUJEO 300 U/mL não deve ser utilizada em bombas de infusão de insulina. TOUJEO é uma solução límpida, não necessitando de ressuspensão antes do uso. USO ADULTO E PEDIÁTRICO (ACIMA DE 6 ANOS). VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA. Registro MS 1.8326.0334. Para maiores informações antes de sua prescrição, favor ler a bula completa do produto. "AO PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.” – IB100920. Data da ultima revisão: 19/10/2020;   

TOUJEO É CONTRAINDICADA EM PACIENTES COM HIPERSENSIBILIDADE À INSULINA GLARGINA OU QUALQUER UM DOS SEUS COMPONENTES DA FÓRMULA. UM AUMENTO NO EFEITO DA REDUÇÃO DA GLICEMIA E NA SUSCEPTIBILIDADE À HIPOGLICEMIA PODE OCORRER NO USO CONCOMITANTE DE ANTIDIABÉTICOS ORAIS.
O MEDICAMENTO NÃO DEVE SER RETIRADO DO REFIL DA CANETA PREENCHIDA DE TOUJEO 300 U/ML PARA UMA SERINGA, PODENDO RESULTAR EM SUPERDOSE