Cepas selecionadas de probióticos são recomendadas para uso em gastroenterite aguda (GEA) e diarreia associada a antibióticos (DAA)1


Mas como eles funcionam?

Principais mecanismos de defesa contra GEA


Os probióticos devem reforçar essas defesas1


A combinação de quatro cepas de Bacillus clausii e seus metabólitos foram testados em um modelo in vitro de infecção por rotavírus para efeitos em:


Proliferação de enterócitos humanos após 24h2


Cepas de B. clausii:

Conclusão


Por interação direta com enterócitos, as cepas de B. clausii modulam uma ampla gama de mecanismos de defesa não imunes e imunológicos contra rotavírus.

Alguns efeitos são provocados por compostos produzidos pelas cepas probióticas.

Esses achados apoiam outros estudos clínicos que mostram uma forte atividade terapêutica da combinação de quatro cepas de B. clausii na faixa etária pediátrica.