Ambiente escolar: creche e pré-escola

Saiba qual é a importância de vacinar as crianças contra a gripe e conheça o Projeto Primeira infância, que pode ajudar no aumento da cobertura vacinal nesta faixa etária.

As creches e as pré-escolas vêm se tornando uma necessidade da população em consequência das transformações socioeconômicas ocorridas nas últimas décadas, caracterizada por maior inserção da mulher no mercado de trabalho e maior demanda por instituições de assistência integral à criança14.

A primeira infância constitui uma parcela da população vulnerável a contrair doenças, devido, sobretudo, a imaturidade do sistema imune15. Estudos demonstram que crianças que frequentam creches e pré escolas adoecem mais que as cuidadas exclusivamente em casa, sendo as doenças infecciosas as mais prevalentes16,17.

Com a gripe não é diferente, sendo comum, em épocas de surto, o contágio de uma grande quantidade de alunos e até mesmo de professores, sobretudo pelo fato de o ambiente escolar representar um local de aglomeração, facilitando a transmissão de vírus respiratórios, como a gripe.5

Em 2020, com o isolamento social e a ausência das crianças nas escolas, viu-se redução da circulação viral e do número de hospitalizações por vírus respiratórios18. Porém, com o retorno às aulas, espera-se que os casos voltem a aumentar e se a cobertura vacinal estiver reduzida, o risco de gravidade é alto19.


Existem dois tipos de vírus influenza importantes para a saúde pública: influenza A (H1N1e H3N2) e influenza B (Victoria e Yamagata),6 sendo que o vírus influenza B representa de 20% a 30% dos vírus circulantes em todo mundo.7

Os dados epidemiológicos demonstram que a influenza B circula durante todo ano o ano com maior impacto nas crianças.8

Um estudo demonstrou que gripe e COVID-19 são igualmente graves, resultando em hospitalizações com permanência média de 5 a 8 dias e necessidade de ventilação mecânica de 7 a 10 dias, respectivamente.9

Em tempos de pandemia, a vacinação contra gripe torna-se ainda mais importante para proteger a população e diminuir o impacto hospitalar10.

Atualmente, há duas vacinas disponíveis: a vacina trivalente (TIV), que contém proteção contra duas cepas A (H1N1 e H3N2) e uma cepa B (Yamagata ou Victoria) e a vacina quadrivalente (QIV), que além das três cepas já contidas na TIV, adiciona a segunda cepa B.11

A vacina quadrivalente melhora a eficácia, reduzindo a incompatibilidade potencial nas linhagens B da influenza.
A Sanofi há mais de 70 anos produz vacinas contra gripe, distribuindo anualmente 250 milhões de doses, o que representa 40% do volume mundial.13

A Sanofi Pasteur oferece o serviço de vacinação em logísticas complexas para garantir cobertura vacinal.
Fonte: Dados internos Sanofi Pasteur

Neste momento tão delicado da pandemia de COVID-19, a vacinação da gripe torna-se essencial para proteger a população e evitar o esgotamento dos recursos do SUS e a inviabilização do atendimento para casos mais graves.

Para mais informações, confira o material completo: