Introdução

Vacinas meningocócicas polissacarídicas conjugadas com proteínas (MCVs), usando proteínas transportadoras (toxoide diftérico [DT], toxina diftérica CRM197 [CRM] ou toxoide tetânico [TT]) estão disponíveis contra sorogrupos meningocócicos únicos ou múltiplos.

Recentemente, em resposta ao aumento da incidência de casos devido ao sorogrupo W na Europa, houve uma mudança progressiva das vacinas adsorvidas meningocócicas C conjugadas (MCC) para vacinas meningocócicas quadrivalentes A C, W e Y (MCV4) na infância.

A MenACYW-TT é uma vacina meningocócica quadrivalente conjugada com toxoide tetânico, desenvolvida para uso em indivíduos com 6 semanas de idade ou mais.

Objetivo: Este estudo, conduzido na Europa, avalia a imunogenicidade e a segurança de uma única dose de MenACYW-TT em comparação com uma única dose de MCV4-TT em crianças de 12 a 23 meses não vacinadas com vacina meningocócica ou que haviam recebido uma dose de vacina MCC no primeiro ano de vida.
Avaliação

Segurançaa

Os cuidadores das crianças registraram os eventos adversos (EAs) esperados do dia 0 ao dia 7 e EAs não esperados até o dia 30 pós-vacinação.

EAs graves (EAGs) foram registrados ao longo da duração do estudo para cada participante (desde a vacinação até o dia 30 + a janela permitida de 14 dias para a consulta final).

Imunogenicidadeb
Todos os participantes deveriam fornecer amostras de sangue para avaliações de imunogenicidade no início do estudo (dia 0; pré-vacinação) e no dia 30 (30 a 44 dias) pós-vacinação.

Os títulos de anticorpos contra cada um dos quatro sorogrupos meningocócicos foram medidos por ensaios de anticorpos bactericidas séricos usando complemento humano.

Os objetivos coprimários deste estudo foram demonstrar a não inferioridade de MenACYW-TT a MCV4-TT em termos de soroproteção (títulos ≥1:8) no dia 30 em ambos os participantes não vacinados e em todos os participantes (grupos não vacinados e vacinados com MCC agrupados).

Os objetivos secundários foram as comparações de respostas de anticorpos em termos de média geométrica dos títulos de anticorpos (GMTs) no dia 0 e no dia 30 após a aplicação de MenACYW-TT ou de MCV4-TT.

Principais resultados

Segurança 
Em todos os grupos, os perfis de segurança de MenACYW-TT e MCV4-TT mostraram-se comparáveis. 

Sete participantes apresentaram pelo menos um EAG. Nenhum EAG foi considerado relacionado à vacina em estudo pelos pesquisadores.

Menos de 1% dos participantes relataram pelo menos um EAG. Essa porcentagem foi comparável entre os indivíduos que receberam MenACYW-TT e MCV4-TT. 

Imunogenicidade
A resposta imune para todos os quatro sorogrupos para a MenACYW-TT foi não inferior a resposta à MCV4-TT em participantes não vacinados (soroproteção: intervalo de 83,6%-99,3% e 81,4%-91,6%, respectivamente) no dia 30 após a
vacinação.

Ao se considerar todos os participantes, a resposta imune também foi não inferior para a MenACYW-TT (soroproteção: intervalo de 83,6%-99,3%) em relação à MCV4-TT (soroproteção: intervalo de 81,4%-98,0%).

Em participantes que não receberam a vacina meningocócica, as GMTs por hSBA foram maiores para os indivíduos que receberam MenACYW-TT do que para os que receberam MCV4-TT para os sorogrupos C e W, enquanto as GMTs para os
sorogrupos A e Y foram comparáveis no dia 30.

As crianças vacinadas previamente com MCC mostraram GMTs por hSBA maiores para o sorogrupo Y no grupo que recebeu MenACYW-TT do que no grupo MCV4-TT, menores para o sorogrupo A e comparáveis para os sorogrupos C e W no dia 30. 

Mensagens principais

A resposta imune induzida pela MenACYW-TT também foi não inferior à induzida por MCV4-TT em crianças que não receberam a vacina meningocócica ou foram vacinadas previamente com MenC.

Nos grupos combinados de crianças que não receberam a vacina meningocócica ou foram vacinadas previamente com MenC, os perfis de segurança de MenACYW-TT e MCV4-TT mostraram-se comparáveis.


A resposta imune induzida pela MenACYW-TT foi não inferior à induzida por MCV4-TT em crianças não vacinadas previamente com vacina meningocócica.


Notas de rodapé
a As  avaliações de segurança foram realizadas com o conjunto de análise de segurança (SafAS), que incluiu todos os participantes com dados de segurança disponíveis que receberam pelo menos uma dose da vacina do estudo.
b Todas as análises de imunogenicidade foram realizadas no conjunto de análise por protocolo (PPAS), que incluiu participantes que atenderam a todos os critérios de elegibilidade, receberam a vacina do estudo de acordo com a randomização, apresentaram resultados de sorologia pós-vacinação válidos e não apresentaram desvios de protocolo que afetassem a resposta imune do participante