O dupilumabe foi aprovado para o tratamento de dermatite atópica moderada a grave em adultos, adolescentes e crianças com dermatite atópica grave no Brasil. Ensaios clínicos e estudos de vida real mostraram alta eficácia e segurança desse imunobiológico, porém a frequência de conjuntivite no grupo de pacientes com dermatite atópica tratado com esse medicamento foi mais alta do que no grupo controle.

A conjuntivite é mais frequente em pacientes com dermatite atópica do que na população geral e foi o efeito adverso mais frequente nos pacientes com dermatite atópica em uso de dupilumabe. A maioria dos casos evoluiu com quadro leve, sem necessidade de suspender a medicação. Apresentamos uma sugestão de algoritmo para a abordagem da conjuntivite nos pacientes em uso de dupilumabe para tratamento da dermatite atópica.

Para solicitar esse artigo na íntegra, envie um e-mail para MSLIMUNOLOGIABRASIL@SANOFI.COM