Uma das referências mais importantes no que se refere à RA é a diretriz do ARIA – Rinite Alérgica e seu Impacto na Asma, liderada pelo Prof. Jean Bousquet. Essa, assim como outras importantes diretrizes atuais, aponta os corticoides tópicos nasais como as medicações mais efetivas no tratamento da RA e os recomendam como primeira linha de tratamento.2,4-8 Idealmente, o uso contínuo é o mais indicado. Contudo, a última atualização do ARIA2 mostra que os pacientes não costumam seguir as prescrições médicas e se tratam conforme suas necessidades. O entendimento desses fatores é fundamental para melhorar os resultados do tratamento.2 

Do que depende, então, um bom resultado de tratamento em rinite alérgica? 


Depende dos aspectos particulares da doença, do médico e do paciente. Ao médico, é essencial estabelecer o diagnóstico correto e orientar o tratamento mais apropriado baseado nas melhores evidências da literatura.5-8 Mais importante ainda é o acompanhamento do paciente.9 De acordo com o controle ou não dos sintomas, deve-se modificar ou não o tratamento.9 Ao paciente, aderir ao tratamento é fundamental.1-3 Nesse aspecto, são muito importantes as propriedades farmacocinéticas e farmacodinâmicas do medicamento.1-8 Exemplos: a rapidez do início de ação, o controle total dos sintomas nasais e oculares, se presentes, os efeitos colaterais, as propriedades sensoriais, entre outros.1-8 Além disso, as preferências individuais devem ser consideradas, e a decisão final, deve ser compartilhada entre o médico e o paciente.1-3 

Mas existe um corticoide intranasal melhor? 


Apesar de os corticoides intranasais apresentarem diferenças de estrutura, perfil farmacológico e farmacocinético, sua eficácia clínica e o perfil de segurança são semelhantes.10-12 Atributos sensoriais favoráveis podem muitas vezes definir a escolha do medicamento, pois são prontamente identificados pelos pacientes.1,13 

Quais são os atributos sensoriais favoráveis de AlleNasal? 


Dentre as características favoráveis principais, destacamos o fato de ser uma solução aquosa com propriedade tixotrópica, sem álcool e sem gosto.14 A propriedade tixotrópica gera aumento da viscosidade da solução ao entrar em contato com a mucosa nasal e, assim, melhora a retenção nasal, favorecendo sua eficácia e diminuindo a sensação de escorrimento para a garganta.14,15 
Bachert e El-Akkad1 compararam a preferência dos pacientes com rinite alérgica entre três diferentes sprays de corticoides intranasais (triancinolona acetonida, furoato de mometasona e propionato de fluticasona) e mostraram que a triancinolona acetonida foi a preferida por 54,7% dos pacientes. Imediatamente após a aplicação da triancinolona, foram observados bom grau de conforto, sensação positiva de umidade do nariz e da garganta e baixo sabor residual.1 

Conclusão 


Os corticoides intranasais seguem como primeira linha no tratamento da rinite alérgica. O sucesso do tratamento, em grande parte, dependerá da correta utilização e da aceitação dos medicamentos prescritos. Estudos mostram que é o paciente quem define o que e como vai utilizar. O AlleNasal® é efetivo e seguro no tratamento. Mais ainda, apresenta atributos sensoriais favoráveis, que podem resultar em melhor adesão ao tratamento.