Gripe é apenas um resfriado forte

Icone mito
Gripe e resfriado são doenças respiratórias, mas são causadas por vírus diferentes. A gripe geralmente é mais intensa do que um resfriado. Ela se apresenta com um início súbito (dentro de algumas horas) com alguns ou todos os sintomas como: febre, nariz congestionado e coriza, tosse, cansaço, dores musculares, dores no corpo, dores de cabeça e calafrios.1
Um resfriado se apresenta com coriza ou congestão e geralmente não resulta em complicações graves.1
A gripe pode causar complicações graves, incluindo pneumonia, que é uma infecção do pulmão que resulta tanto do vírus influenza sozinho (pneumonia viral) ou da coinfecção com uma bactéria (pneumonia bacteriana secundária). Outras possíveis complicações graves desencadeadas pela gripe podem ser inflamação do coração, cérebro ou tecido muscular e falência de múltiplos órgãos. Isso acontece quando o vírus da gripe causa uma resposta inflamatória em todo o corpo, causando a falência de vários órgãos. Isso pode incluir insuficiência respiratória e renal.1
Uma infecção grave de gripe pode exigir internação hospitalar, especialmente em grupos de alto risco para complicações da influenza. Isso inclui mulheres grávidas, pessoas com mais de 65 anos, crianças com menos de 2 anos e pessoas com condições médicas subjacentes como doenças renais ou pulmonares e diabetes.1
A maioria das pessoas se recuperam da gripe em três ou sete dias, com acompanhamento médico adequado.1
 

Estar exposto ao frio vai me dar gripe

Icone mito
A única maneira de pegar a gripe é se expondo ao vírus da gripe. A temporada de gripe coincide com o tempo frio e, portanto, naturalmente, as pessoas associam os dois. A contaminação ocorre principalmente por gotículas de pessoas infectadas quando tossem, espirram ou falam. Você também pode entrar em contato com o vírus da gripe por meio de superfícies ou objetos contaminados (por exemplo, maçanetas de portas) e, a seguir, tocar a boca, os olhos ou o nariz.1

Pessoas podem pegar gripe suína

Icone mito
O termo gripe suína às vezes é usado para se referir incorretamente à cepa de influenza A (H1N1) que surgiu globalmente durante a pandemia de 2009. Quando a cepa surgiu, os cientistas notaram que era semelhante a algumas cepas de gripe que haviam sido vistas em porcos. É por isso que algumas pessoas começaram a chamá-la de "gripe suína".1
Desde seu surgimento em 2009, a influenza A (H1N1) se tornou uma de nossas cepas usuais de influenza sazonal circulante em humanos. O termo gripe suína não deve ser usado, pois significa gripe em porcos. Os pacientes infectados com a cepa influenza A (H1N1) devem ser tratados como se tivessem qualquer outra cepa sazonal de influenza.1

A vacina da gripe pode causar gripe

Icone mito
A vacina não contém vírus vivo, portanto você não pode "pegar" a gripe com a vacina. No momento em que o imunizante é recomendado, existem muitos outros tipos de vírus respiratórios que podem causar sinais e sintomas semelhantes aos da gripe. Há uma grande chance de ser infectado por um desses e as pessoas frequentemente - incorretamente - atribuem a doença a uma vacina da gripe que acabaram de tomar.1
A vacina também leva duas semanas para fazer efeito, portanto você pode pegar gripe durante esse período, especialmente se receber a vacina após o início da temporada.1
Mais um fato sobre as vacinas: a da gripe precisa ser repetida todos os anos, pois os vírus mudam ligeiramente.1

Nos siga nas redes sociais:

icon_facebook icon instagram icon podcast