Introdução


Nos EUA, lactentes e adolescentes apresentam as maiores taxas de doença meningocócica, provocada principalmente pelos sorogrupos B, C e Y.1

O Comitê Consultivo em Práticas de Imunização (ACIP, do inglês Advisory Committee on Immunization Practices) recomenda as vacinas MCV4, DTP e HPV para indivíduos de 11 a 12 anos de idade nos EUA.1

Até recentemente, a MCV4-DT (Menactra®) e a MCV4-CRM (Menveo®) eram as únicas vacinas quadrivalentes conjugadas aprovadas nos EUA para proteção contra a doença meningocócica invasiva.1

 

Objetivo: Avaliar a imunogenicidade e o perfil de segurança da MenACWY-TTª em comparação com a MCV4-CRMb quando administrada individualmente ou concomitantemente com a DTPc e a HPV4d em adolescentes que nunca receberam vacina meningocócica.1

Avaliação

 

 

Segurançae

 

Os pacientes foram observados durante 30 minutos depois da vacinação (para detectar EAs imediatos não solicitados).1

Os pais/responsáveis legais registraram os EAs por até sete dias depois da vacinação em um diário.1

Os EAs não solicitados foram registrados até o dia 30 e os EAGs foram registrados por até seis (grupos 1 e 2) ou sete meses (grupos 3 e 4) depois da primeira dose da vacina.1

 

Imunogenicidadef

 

Coletaram-se amostras de sangue antes da vacinação, no dia 0, e depois da vacinação, no dia 30.1

Mediram-se os GMTs de hSBA ou de rSBAg, a soroproteção e a resposta sorológicah de cada sorogrupo (A, C, Y e W).1

Realizaram-se ensaios de anticorpos contra tétano, difteria e pertússisi e avaliaram-se os níveis de imunoglobulinaj anti-HPV6, 11, 16 e 18.1

Principais conclusões

 

 

Segurança (n=1.692)

 

Os EAs solicitados até sete dias depois da vacinação foram comparáveis entre os grupos 1 e 2 e entre os grupos 3 e 4.1

As reações solicitadas no local de injeção com a MenACWY-TT mais frequentemente relatadas foram dor, eritema e inchaço no local de injeção.1

As reações não sérias e não solicitadas no local de injeção foram comparáveis entre os grupos 1, 2 e 3.1

Em geral, relataram-se 16 EAGs, mas nenhum foi considerado relacionado à vacina. Nenhum participante descontinuou o estudo devido a algum EA e não se observou nenhum óbito.1

 

Imunogenicidade

 

Grupo 1 versus grupo 2:


A resposta sorológica por hSBA da MenACWY-TT (75,6-97,2%) no dia 30 foi não inferiork à da MCV4-CRM (66,4-80,8%) em cada sorogrupo.1 (Figura 1)

 

A soroproteção por hSBA foi maior no grupo 1 em comparação ao grupo 2, e a maior diferença foi observada no sorogrupo C.1

Os GMTs de hSBA de cada sorogrupo aumentaram a partir do início do estudo até o dia 30 nos grupos 1 e 2, com valores maiores no grupo 1 e IC de 95% não sobreposto nos sorogrupos C, W e Y.1

Observou-se resposta sorológica da vacina por rSBA comparável entre os grupos 1 e 2, com maior resposta sorológica no sorogrupo A do grupo 2 e resposta sorológica similar ou pouco maior nos outros três sorogrupos (C, W e Y) do grupo 1.1

Grupo 1 versus grupo 3:

A resposta sorológica por hSBA no dia 30 no grupo 1 (75,6-97,2%) em cada sorogrupo foi não inferior em comparação ao grupo 3 (80,6-97,2%).1

Os GMTs de hSBA e as taxas de soroproteção no dia 30 foram comparáveis entre os grupos 1 e 3.1

 

Grupo 3 versus grupo 4:

 

A proporção de participantes do grupo 3 que atingiram concentrações de anticorpos antitétano ou antidifteria ≥1,0 UI/mL no dia 30 foi não inferior à do grupo 4.1

Demonstrou-se também não inferioridade em relação ao antígeno PT, mas não aos antígenos FHA, PRN ou FIM.

Observaram-se também taxas menores de resposta a alguns antígenos de pertússis com outras vacinas quadrivalente conjugadas, e a relevância clínica desse achado permanece incerta.1

Os GMTs dos anticorpos contra os antígenos de HPV (6, 11, 16 e 18) no grupo 3 foram não inferiores aos observados no grupo 4.1

Limitações dos resultados

Devido às diferenças de aparência das vacinas, este foi um delineamento aberto com risco de viés. No entanto, os técnicos do laboratório foram cegados em relação à distribuição das vacinas.1

Mensagens principais1

• A MenACWY-TT é bem tolerada e apresenta perfil de segurança comparável ao da MCV4-CRM em adolescentes.
• A MenACWY-TT pode ser coadministrada com a DTP e a HPV4 em adolescentes.
• A MenACWY-TT pode ser coadministrada com a DTP e a HPV4 em adolescentes.


Notas de rodapé

MenACWY-TT é uma vacina meningocócica conjugada que contém 10 µg de cada sorogrupo A, C, W e Y e aproximadamente 55 µg de proteína carreadora toxoide tetânico por dose de 0,5 mL.1
b A MCV4-CRM é uma vacina conjugada de oligossacarídeo de difteria CRM197 que contém 10 µg do sorogrupo A, 5 µg de cada sorogrupo C, W e Y e 32,7-64,1 µg de proteína CRM197 por dose de 0,5 mL.1
c A DTP (Adacel®, Sanofi Pasteur, Canadá) é uma vacina combinada contra tétano, difteria reduzida e pertússis (acelular) com cinco componentes. Cada dose de 0,5 mL da vacina DTP contém 5 Lf de toxoide tetânico, 2 Lf de toxoide diftérico, 2,5 µg de PT, 5 µg de FHA, 3 µg de PRN, 5 mg de FIM, 1,5 mg de fosfato de alumínio e 0,6% (vol/vol) de 2-fenoxietanol.1
d A HPV4 (Gardasil®, Merck Sharp & Dohme Corp., EUA) é uma vacina quadrivalente recombinante de HPV que contém 20 µg de proteína L1 de HPV6, 40 µg de proteína L1 de HPV11, 40 µg de proteína L1 de HPV16 e 20 µg de proteína L1 de HPV18 por 0,5 mL.1
e As análises de segurança foram baseadas no SAS, que incluiu todos os participantes que receberam pelo menos uma dose da vacina do estudo e apresentaram algum dado de segurança disponível.1
f As análises de imunogenicidade se basearam no PPAS, que incluiu todos os participantes que receberam pelo menos uma dose da vacina do estudo, apresentaram pelo menos um resultado válido de sorologia e não exibiram divergências significativas do protocolo.1
g Os ensaios hSBA e rSBA foram realizados em laboratórios de imunologia clínica globais: nos laboratórios da Sanofi Pasteur e da Public Health England respectivamente.1
h A soroproteção é definida como títulos de hSBA e rSBA pós-vacinação ≥1:8; a resposta sorológica foi definida como a porcentagem de indivíduos com título pós-vacinação ≥1:8 diante de título no início do estudo <1:8 ou quatro vezes maior diante de título no início do estudo ≥1:8.1
i Os ensaios de anticorpos contra tétano, difteria e pertússis foram realizados por laboratórios de imunologia clínica globais Sanofi Pasteur. Os anticorpos contra toxoide tetânico foram avaliados por imunoensaio enzimático, os anticorpos contra toxoide diftérico foram avaliados por microneutralização e os anticorpos contra PT, FHA, PRN e FIM foram avaliados por ELISA.1
jOs níveis de imunoglobulina anti-HPV 6, 11, 16 e 18 foram avaliados por imunoensaio competitivo Luminex na Merck & Co. Inc.1
k A proporção de pacientes que atingiram resposta sorológica da vacina por hSBA, soroproteção antitetânica, soroproteção antidiftérica ou soroconversão de HPV4 foi considerada não inferior diante de limite inferior do IC bilateral de 95% da diferença de porcentagem entre os dois grupos ≥10%.1

 

Glossário: ACIP: Comitê Consultivo em Práticas de Imunização; EA: evento adverso; EAG: evento adverso grave; IC: intervalo de confiança; CRM: conjugada à toxina diftérica mutante CRM197; ELISA: ensaio de imunoabsorção enzimática; FHA: hemaglutinina filamentosa; FIM: fímbrias tipos 2 e 3; GMT: título médio geométrico; HPV: papilomavírus humano; hSBA: ensaio de anticorpos bactericidas séricos com utilização de soro humano como fonte de complemento; UI: unidade internacional; Lf: unidade de floculação; MCV4: vacina meningocócica quadrivalente; MenACWY-TT: vacina meningocócica quadrivalente conjugada ao toxoide tetânico; PPAS: conjunto de análises por protocolo; PRN: pertactina; PT: toxoide pertússis; rSBA: ensaio bactericida sérico com utilização de complemento de coelho; SAS: conjunto de análises de segurança; DTP: tétano, difteria e pertússis acelular.